cmb 28 4

Audiência requerida pela Frente Parlamentar das Santas Casas e hospitais filantrópicos objetiva buscar recursos para os hospitais filantrópicos do Brasil

Na tarde dessa quarta-feira (28/04), uma comitiva da CMB foi recebida pelo ministro da Saúde, Marcelo Morgado Queiroga, em audiência presidida pelo deputado federal, Antônio Brito.

No gabinete do ministro estavam presentes: senador, Luís Carlos Heinze, Mirocles Véras, presidente da Confederação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas – CMB, secretário da Secretaria de Atenção à Saúde do MS – SAES, Sérgio Okane, a diretora do Departamento de Regulação, Avaliação e Controle do MS – DERAC, Cleusa Bernardes, o diretor geral da CMB, Mário Cesar Homsi Bernardes, além de outros assessores da pasta de saúde.

Também participaram da reunião de forma virtual: os deputados federais, Pedro Westphalen e Jerônimo Goergen, Flaviano Ventorim, vice-presidente da CMB; e Júlio Matos, diretor geral da Santa Casa de Porto Alegre.

A proposição da audiência tinha como foco central buscar e assegurar recursos de custeios para as Santas Casas e hospitais filantrópicos do Brasil, especialmente no enfrentamento da Covid-19 e seus altos custos, bem como na assistência das demandas reprimidas de outras doenças que deverão sobrecarregar o sistema nos próximos meses. O presidente da Frente Parlamentar expôs a situação das instituições e destacou a importância do apoio do Ministério da Saúde.

O presidente da CMB, Mirocles Véras enfatizou o árduo trabalho diário dos administradores hospitalares e profissionais de saúde diante da escassez de recursos e reforçou a necessidade emergencial, mas lembrou que desde o ano passado, a CMB traz ao ministério uma proposta de sustentabilidade para o setor. “Temos necessidades extremamente urgentes, mas gostaríamos de manter o contato permanente para avançar na construção de uma nova forma de relacionamento das entidades filantrópicas com o Sistema Único de Saúde – SUS”, pontuou Véras.

O senador e deputados presentes, em suas falas, destacaram a importância da rede para a assistência da população e a legitimidade dos pleitos da CMB.

O ministro Queiroga se posiciona favorável aos pleitos e demonstra conhecimento das necessidades das instituições, com a colocação dos secretários e técnicos de que já há pareceres técnicos favoráveis para que os parlamentares possam deliberar os temas.

“A oportunidade foi explorada ao máximo para que o ministro e técnicos possam contemplar as instituições filantrópicas nas suas diversas necessidades e com a ajuda da Frente e dos parlamentares, reconduzimos nosso relacionamento junto ao novo ministro e estamos otimistas quanto a nova condução e reconhecimento das Santas Casas”, conclui o presidente da CMB.

Faça login em sua conta