live bionexo1

No dia 16/06, o vice-presidente da CMB, Flaviano Feu Ventorim, participou do webinar “Financiamento e crédito para hospitais em período da pandemia”, promovido pela Bionexo e pelo BNDES. O encontro virtual foi moderado pelo presidente do Conselho da Bionexo, Maurício Barbosa, e também contou com outros convidados como João Paulo Pieroni, chefe do departamento do Complexo Industrial e de Serviços da Saúde do BNDES e Henrique Neves, diretor geral da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Durante o bate-papo, Flaviano Feu Ventorim e Henrique Neves falaram sobre os principais impactos que a pandemia da Covid-19 tem causado nos hospitais, destacando, principalmente, o aumento da demanda de atendimento e leitos de UTI e o subfinanciamento, com uma tabela de remuneração cobrindo cerca de 60% dos custos do atendimento SUS. “Os hospitais filantrópicos sofrem há mais de 30 anos com a falta de recursos e a pandemia evidenciou ainda mais este problema. O endividamento destas unidades de saúde, sem dúvida, será maior ao final deste período”, destacou o vice-presidente da CMB.

Um dos desafios também exposto no encontro foi a falta de habilitação de leitos de UTI dos hospitais filantrópicos para o atendimento de casos da Covid-19. Estes hospitais não foram incluídos na grande maioria dos planos de contingências estaduais para enfrentamento da Covid-19. Ocasionando, assim a concentração de recursos nos hospitais públicos federais, estaduais, municipais e de campanha. Além disso, também foi ressaltado, que todas as unidades hospitalares sofreram com o aumento do consumo de equipamentos de proteção individual – EPIs, falta de produtos e preços abusivos para reposição dos estoques.

“Para tentar minimizar os efeitos desta crise no setor filantrópico de saúde, buscamos a ajuda de parlamentares e do Ministério da Saúde e graças a um intenso trabalho, em conjunto com as federações estaduais e outras entidades do setor, conseguimos sensibilizar o poder público e angariar algumas conquistas, como as renegociações e suspensões dos pagamentos das parcelas de linhas de créditos contratadas, a suspensão da exigência do cumprimento de metas quantitativas e qualitativas de atendimento, a garantia do repasse dos valores SUS contratualizados e a Lei 13.995, que disponibilizou auxílio financeiro em favor dos hospitais filantrópicos”, explicou Flaviano Feu Ventorim.

No encerramento do webinar, o BNDES apresentou as campanhas que têm promovido para ajudar as entidades de saúde, deixando evidente o seu total apoio ao setor.  Maurício Barbosa agradeceu a participação de todos, que externaram o desejo de que as empresas e a comunidade valorizem a importância dos hospitais filantrópicos, gerando oportunidades para o crescimento e a manutenção destas instituições.

Para conferir a transmissão ao vivo, clique aqui.

envelope 
Assine o nosso informativo eletrônico:

Nome:   E-mail:   Empresa:   

Faça login em sua conta