A região Centro-Oeste foi a que mais contribuiu para a retomada do setor de Saúde Suplementar em 2018, respondendo por mais de 100 mil dos 200,2 mil novos beneficiários que entraram no sistema privado de saúde no ano passado.

Segundo levantamento feito pela Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde), com base nos dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), todos os estados da região apresentaram crescimento nesse indicador, com destaque para Mato Grosso, que registrou alta de 6,47% no número de consumidores de plano de saúde, totalizando 590,1 mil pessoas.

“O Centro-Oeste é uma das regiões que mais cresce no Brasil, puxada pelo agronegócio, que tem empregado muita mão de obra. É razoável supor que essa realidade já esteja refletida na adesão de novos participantes no sistema privado de saúde. Afinal, o segmento de planos de saúde é atrelado ao desempenho econômico”, destaca João Alceu Amoroso Lima, presidente da FenaSaúde.

Fonte: Correio Braziliense