Hilario Fehosc editParticipar do 28º Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos reforça a importância do segmento. A opinião é do presidente da Federação das Santas Casas, Hospitais e Entidades Filantrópicas de Santa Catarina (Fehosc), Hilário Dalmann. “Brasília é a capital onde acontecem os mais importantes acontecimentos e eventos nacionais. Um evento desta magnitude e acontecendo na sede do poder e em momento aflorado das eleições presidenciais é de suma importância para o fortalecimento do setor”, ressaltou.

Hilário Dalmann ressaltou que a participação dos candidatos à presidência no 28º Congresso CMB deve ser o marco de evidência do evento. “No entanto, devemos estar atentos às promessas. Chegou o momento de parar de aplaudir e cobrar resultados, pois nessa época sempre somos evidenciados e depois esquecidos. A CMB deverá apresentar as reais necessidades do setor e ser firme nas cobranças”, disse.

No Estado, a Fehosc está desenvolvendo um trabalho junto à Frente Parlamentar em Defesa da Saúde Catarinense, acompanhando todos os projetos de lei de interesse do setor, que tramitam na Assembleia Legislativa de SC, bem como na Comissão de Saúde e com participação no Conselho Estadual de Saúde. Já em âmbito federal, a Federação atua na busca de recursos de emendas parlamentares.

Para ter bons resultados nesse trabalho junto aos parlamentares, é preciso fortalecer a representatividade das Federações e da CMB. Para Dalmann, a participação associativa é fruto dos trabalhos desenvolvidos pelas entidades de classe. “Se somos atuantes, somos respeitados e reconhecidos, caso contrário, seremos mais um. Para ter a credibilidade, tanto as Federações, quanto a CMB, devem ser atuantes na defesa dos interesses do setor”, afirmou.

Participe deste momento de debates e articulações políticas! Faça sua inscrição!