Solenidade no salão de reuniões do hospital entregou a premiação promovida pelo SCIHNo Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalar (15 de maio), a Santa Casa de Misericórdia de Marília premiou a melhor frase para estimular a higienização das mãos, em solenidade realizada no salão de reuniões do hospital. A colaboradora da UTI/REC (Unidade de Terapia Intensiva/Recuperação Cardiológica) Luciana Cristina da Silva Bravo foi a vencedora do concurso com a frase: “Atenção, cuidado e carinho não combinam com infecção, lave as mãos antes de entrar em ação!”. Ela ganhou um jantar com acompanhante na Churrascaria Kieza. Votaram para a escolha da melhor entre as 22 frases inscritas no concurso um total de 428 funcionários, cinco profissionais do SCIH (Serviço de Controle de Infecção Hospitalar) e três membros da direção do hospital. A frase vencedora vai ser utilizada nos materiais de divulgação do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar da Santa Casa, que organizou a campanha com diversas atividades neste mês de maio. 


Quiz foi respondido por 269 pessoas que passaram pelo “pedágio” montado pelo SCIH nas proximidades do relógio de ponto do hospital no dia 4 de maio, véspera do Dia Mundial de Higienização das Mãos. Os 64 participantes que acertaram 100% do questionário sobre higienização das mãos concorreram a um sorteio. A colaboradora do Serviço Social, Marta Cristina Seiko Yoshida Roselli, foi a sorteada com um jantar na Churrascaria Kieza com acompanhante.A UTI Infantil foi o setor do hospital vencedor em avaliação de uso de álcool gel de janeiro a março deste ano. Foram utilizados na unidade 94,7 ml do produto para a higienização das mãos. Certificado foi entregue pelo SCIH em reconhecimento ao excelente desempenho do setor.

“Mãos limpas são mãos mais seguras. É lógico que o foco da campanha foi o funcionário da Santa Casa, mas também acabou sendo importante o envolvimento de pacientes e acompanhantes. Muita gente aprendeu o modo correto para higienizar as mãos com álcool gel ou com água e sabonete. É um hábito simples que pode evitar infecções”, enfatizou a médica infectologista coordenadora do SCIH da Santa Casa de Marília, Neila Raquel Capelli da Silva.Durante a campanha, o SCIH da Santa Casa também passou informações sobre os cinco momentos necessários para uma boa higienização das mãos. São eles: antes do contato com o paciente, antes da realização de procedimento asséptico, após o risco de exposição a fluídos corporais, após o contato com o paciente e após o contato com áreas próximas do paciente.Uma higienização correta das mãos pode ser feita friccionando-as bem com sabonete entre 40 e 60 segundos e depois promover o enxágue. No caso do álcool, são necessários de 20 a 30 segundos de fricção para garantir sucesso no procedimento. 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa - Santa Casa de Marília

Calendário

Out 2018
Do Se Te Qu Qu Se Sa
30 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31 1 2 3

Publicidade

Assine nossa Newsletter

Email: Nome: Empresa:

Faça login em sua conta