A Santa Casa da Bahia, primeira instituição filantrópica baiana, conquistou uma das mais conceituadas certificações de qualidade de saúde do Brasil para o Hospital Santa Izabel. Por demonstrar cultura organizacional de melhoria contínua na gestão, o Santa Izabel acaba de alcançar a certificação de Acreditado com Excelência - Nível 3.

No Brasil, menos de 2% das unidades de saúde possuem essa certificação máxima. Com essa conquista, o Santa Izabel passa a integrar um seleto grupo de hospitais de todo o país com serviços de excelência no atendimento à população. A metodologia adotada foi a da Organização Nacional de Acreditação (ONA) que, dentre outros aspectos, prioriza a segurança do paciente, o gerenciamento de risco e da rotina, e os indicadores de qualidade e de desempenho.

Essa certificação reconhece e valoriza o compromisso da instituição na prestação de serviços qualificados e seguros, frutos de um trabalho focado na pluralidade do conhecimento por meio da assistência transdisciplinar. "A Santa Casa da Bahia, por meio do Hospital Santa Izabel, agradece imensamente o empenho de todos que colaboraram direta ou indiretamente e contribuíram para o sucesso desta iniciativa", afirmou o provedor Roberto Sá Menezes.

A obtenção do selo, acrescenta ele, é consequência da responsabilidade da instituição na prestação de serviço para a população através da assistência à saúde baseada nas boas práticas e conforme rigorosos padrões de excelência. "Os desafios continuam e a certeza de que serão vencidos, também", completou Roberto Sá Menezes, ressaltando que a Santa Casa está sempre promovendo a requalificação e a modernização das instalações do seu hospital, incluindo a aquisição de equipamentos de última geração e a permanente qualificação de seus profissionais, iniciativas que tem alçado o Santa Izabel à condição de um dos maiores e melhores do Nordeste do Brasil.

O superintendente de Saúde da Santa Casa da Bahia, Eduardo Queiroz, acrescenta que a acreditação envolveu a melhoria de fluxo e um processo de educação, entendimento, integração e relacionamento entre as equipes profissionais. "Tudo isso aliado a um modelo de gestão dimensionado para aferir todas as atividades que podem impactar positivamente ou negativamente no paciente. "Hoje nós temos instrumentos de gestão que nos possibilitam enxergar e nos compararmos com as melhores práticas médicas e assistenciais do país", disse o superintendente.

Calendário

Set 2017
Do Se Te Qu Qu Se Sa
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30

Publicidade

Assine nossa Newsletter

Email: Nome: Empresa:

Faça login em sua conta